Com mais de 1.300 agências cadastradas em Portugal, Espanha, Cabo Verde e Brasil e diversas vezes premiada como o melhor Grupo Português de Agências de Viagens, a Airmet ampliou seus serviços e desde 2019 atua no Brasil com excelência, dedicando-se ao atendimento e interesse de agências e agentes de viagens.

Além das 130 agências brasileiras cadastradas, a Airmet, por meio da fusão de join venture com a Clubturis, espera atingir uma média de duzentas novas agências, o que demonstra sua atuação e destaque no trade.

Há apenas dois anos no mercado, a Clubturis é comandada por Fabiana Lima, empresária com mais de quinze anos de experiência no Turismo, e ganhou forma ainda na pandemia, se consagrando como uma importante empresa de prestação de serviços e intermediação de negócios e interesses dos agentes de viagens.

Leia também demais posts relacionados a Lazer e Turismo no Portal Fusões & Aquisições.

Conversamos com a Fabiana para saber um pouco mais sobre essa fusão entre a Airmet e a Clubturis. Confira na íntegra:

A AirmetClub é uma Associação?
Não. E não temos essa pretensão. Acreditamos que a Abav já supre e muito bem esse papel. Somos uma empresa de intermediação de negócios e de interesses dos agentes de viagens no Brasil. Sendo assim e tão somente, nosso interesse é agir e atuar como um guarda-chuva de proteção aos nossos agentes afiliados garantindo a eles também bons negócios, excelentes ofertas e segurança de atuação dentro do mercado através de capacitações e apoio nas suas áreas como: gestão de negócios, contábil, fiscal, jurídico, marketing e muitos outros.

Como você classifica a AirmetClub dentro do mercado?
Atualmente, a AirmetClub é uma das principais, mais organizadas e sérias empresas atuantes neste modelo. Temos um comprometimento de prestação de serviços claros e transparentes para com nossos afiliados. Temos uma equipe altamente qualificada e preparada para atender a todos os interesses dos nossos agentes de viagens. Somos um grande grupo de empresários, que também são agentes, e sendo assim, conhece profundamente nossas dores, e que com experiência, tem contribuído para que o setor se torne cada vez mais capaz, agindo com conhecimento, diante desses grandes desafios que enfrentamos no mercado turístico.

Porque foi necessária essa fusão através do modelo de Join Venture?
A Airmet Brasil já atuava com excelência no mercado e seus acordos e parceiros cadastrados sempre fizeram diferença na vida dos agentes. Temos condições excelentes aos quais os benefícios para com nossos agentes de viagens são enormes. Mas haviam lacunas que ainda precisavam ser preenchidas para que esse atendimento fosse aprimorado, e voltasse a colocar o agente de viagens como destaque. O mercado muda, e todos nós mudamos, e com a pandemia isso ficou ainda mais evidente. Se nós não nos adaptarmos às mudanças, ficamos para trás. Sendo assim, o fundador da Airmet Portugal, Miguel Quintas, conhecendo a Clubturis e minha atuação aqui no Brasil, percebeu que havia uma sinergia enorme e que essa união traria grandes feitos para ambos os lados. De fato, a Clubturis conseguiu gerar ainda mais benefícios aos afiliados Airmet e vice versa. Tem muita novidade chegando por aí, que aos poucos serão reveladas aos nossos afiliados e ao mercado também. Queremos um ano inteiro pela frente com muita …. Beatriz Contelli Leia mais em panrotas 18/10/2021