No mundo dos negócios, fusões e aquisições (M&A) são ocorrências comuns. Estas transações podem variar desde negócios de pequena escala entre empresas locais até aquisições massivas e multibilionárias envolvendo empresas globais.

Só em 2023, ocorreram quase 48.833 fusões e aquisições, destacando a natureza dinâmica do cenário empresarial. Quer sejam impulsionados pelo desejo de expansão, diversificação ou posicionamento estratégico, os acordos de fusões e aquisições são empreendimentos complexos que podem moldar o futuro das empresas e indústrias.

Explorar a história das fusões e aquisições revela algumas das maiores e mais significativas transações já concluídas. Estas aquisições remodelaram indústrias, impulsionaram as empresas a novos patamares e, em alguns casos, resultaram em desafios inesperados. Dos gigantes das telecomunicações aos magnatas do entretenimento, vamos nos aprofundar nas 10 aquisições mais caras de todos os tempos.

1. Verizon e Vodafone

Um dos maiores negócios da história das telecomunicações, a aquisição da participação de 45% da Vodafone na Verizon Wireless pela Verizon Communications em 2014 destaca-se como uma transação monumental. Avaliado em aproximadamente 130 bilhões de dólares, este acordo solidificou o controlo da Verizon sobre o seu negócio sem fios.

2.Heinz e Kraft

A fusão da HJ ​​Heinz Co. e do Kraft Foods Group em 2016 criou a The Kraft Heinz Company, uma potência na indústria alimentícia. Com expectativas elevadas e uma avaliação de cerca de 100 bilhões de dólares, a fusão estava preparada para elevar a entidade recém-formada ao ranking das principais empresas alimentares do mundo.

3. Pfizer e Warner-Lambert

No setor farmacêutico, a aquisição da Warner-Lambert pela Pfizer em 2000 por 90 bilhões de dólares repercutiu em toda a indústria. Este acordo histórico, caracterizado pela sua natureza de aquisição hostil, resultou na criação de uma das maiores empresas farmacêuticas dos Estados Unidos.

4. AT&T e Time Warner

O casamento da gigante das telecomunicações AT&T e do conglomerado de mídia Time Warner em 2018 causou ondas de choque na indústria. Com um preço de 85,4 bilhões de dólares, esta aquisição enfrentou o escrutínio dos órgãos reguladores, sublinhando a sua importância.

5. Exxon e Mobil

No setor da energia, a aquisição da Mobil pela Exxon em 1998 por 80 bilhões de dólares criou um gigante na indústria do petróleo e do gás. Ao fundir dois dos maiores produtores de petróleo dos Estados Unidos, a Exxon Mobil Corporation emergiu como uma força dominante com recursos e capacidades incomparáveis.

6. Google e Android

A aquisição do Android pelo Google em 2005 por cerca de US$ 50 milhões sinalizou sua entrada no mercado de tecnologia móvel. Embora inicialmente vista com ceticismo, a aquisição provou ser uma virada de jogo, impulsionando o Google à proeminência na indústria de smartphones.

7. Disney e Pixar/Marvel

A aquisição da Pixar pela Disney em 2006 por US$ 7,4 bilhões marcou o início de uma parceria transformadora que redefiniria a indústria da animação. Com filmes de sucesso como WALL-E e Toy Story 3, a colaboração entre a Disney e a Pixar rendeu um sucesso sem precedentes, gerando bilhões em receitas. Aproveitando esse impulso, a Disney adquiriu posteriormente a Marvel Entertainment em 2009, expandindo ainda mais seu portfólio de franquias icônicas.

8. Microsoft e Nuance

A aquisição da Nuance Communications pela Microsoft em 2021 por US$ 19,7 bilhões sinalizou seu compromisso em reforçar suas capacidades em nuvem e inteligência artificial (IA). Ao integrar as tecnologias de reconhecimento de fala e processamento de linguagem natural da Nuance, a Microsoft pretende aprimorar suas ofertas em saúde e atendimento ao cliente.

9. Facebook e WhatsApp

A aquisição do WhatsApp pelo Facebook em 2014 por 22 bilhões de dólares marcou um movimento estratégico para expandir a sua presença no mercado global de mensagens. Com a extensa base de usuários e os recursos de mensagens móveis do WhatsApp, o Facebook ganhou acesso a novos públicos e oportunidades de crescimento.

Ao integrar o WhatsApp no ​​seu ecossistema, o Facebook procurou fortalecer a sua posição nos mercados emergentes e capitalizar a crescente procura de serviços de comunicações móveis.

10. Salesforce e Slack

A aquisição do Slack pela Salesforce em 2020 por US$ 27,7 bilhões representou um investimento significativo no aprimoramento de suas ofertas de colaboração e produtividade. Ao integrar os recursos de comunicação ao vivo do Slack em sua plataforma Customer 360.

Embora cada negócio apresente o seu próprio conjunto de desafios e oportunidades, a chave do sucesso reside no planeamento, execução e adaptação cuidadosos às dinâmicas de mercado em mudança… leia mais em Techstory 13/05/2024