Os gestores de fundos multimercados estão menos otimistas tanto com as ações brasileiras quanto com as bolsas dos Estados Unidos em maio em comparação a abril, apontou um estudo feito pela casa de análises Empiricus com 42 gestoras de recursos. A piora no sentimento é reflexo das previsões de juros altos por mais tempo do que se imaginava.

O levantamento foi realizado nos primeiros dias de maio, antes de o Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central cortar os juros de 10,75% ao ano para 10,50% ao ano e causar desconforto entre investidores, com um tom mais duro em sua comunicação, o que pode ter ajudado a piorar o sentimento dos profissionais mais ainda.

Antes do anúncio, boa parte dos gestores de fundos multimercados estava otimista com as ações do Brasil e dos Estados Unidos, mas essas perspectivas pioraram de maneira importante em maio em comparação a abril, mostrou a pesquisa. Isso pode significar que os profissionais estão diminuindo as apostas na alta das bolsas brasileira e estrangeiras, como fizeram a Verde e outras gestoras de fundos…. leia mais em Valor Investe 15/05/2024